......................

.................

.............

Você está aqui: Pagina PrincipalColunas.PrincipaisImagem

Como Melhorar sua Imagem como Empreendedor

A professora Esther Luevano, da Universidad Tecnológica de México (UNITEC), pergunta: empreender é uma decisão ou uma opção? Para ela, enfrentamos um ambiente em que buscamos opções de auto-emprego e desenvolvimento profissional. E o empreendedorismo é uma das maneiras de conseguir o sucesso.

 

É através do empreendedorismo que as pessoas podem descobrir talentos, desenvolver habilidades, concretizar ideias e podem se auto-empregar. Mas todo empreendedor precisa se construir. A seguir estão as recomendações da professora Esther Luevano.

 

Investigação. Em ocasiões, existe a ideia, o desejo e até uma ilusão, mas muitas vezes essa ideia de negócio não está fundamentada na investigação. Por isso é preciso buscar dados em revistas de empreendedorismo, em universidades e câmaras de comércio, de forma a definir em qual negócio se deseja ingressar. Isso pode ser definido com base na paixão, experiência, talentos, gostos, recursos financeiros, tendências de mercado, oportunidades sociais, políticas e legais. E com isso decidir empreender em um negócio conservador ou inovador.

 

Preparação do plano de negócios. O empreendedor deve estruturar sua ideia de negócio em um plano que o permita concretizar a ideia de maneira sistematizada, clara e quantificável. O plano deve contemplar uma análise competitiva do mercado: clientes, preço, produto, competência e possíveis fornecedores. O planejamento estratégico administrativo é outro ponto muito importante, onde se contempla a visão, missão, objetivos, valores e filosofia empresarial. Também é relevante a análise técnica da produção e a análise financeira, que permitirá verificar se a ideia é rentável. Os aspectos legais permitirão dar base aos requisitos necessários para o funcionamento do negócio. Este plano de negócios será como uma carta de apresentação que será de grande ajuda e que permitirá o crescimento no âmbito empresarial, porque refletirá os objetivos.

 

Incubação e aceleradores. É conveniente que o empreendedor busque opções para acelerar e gerenciar sua ideia de negócios com ajuda de especialistas na área. Dessa forma, ele estará acompanhado de um grupo onde todos buscam empreender. Existem incubadoras que permitem incubar a ideia e oferecer o meio adequado para sua gestação, e aceleradoras que, uma vez incubado o negócio, buscam acelerar o crescimento. Existem incubadoras constituídas com capital humano, onde empreendedores compartilham experiências e rede de contatos. Esta maneira de se promover como empreendedor tem um custo, mas permitirá consolidar o negócio em um tempo menor.

 

Construção. Fazer com que o plano seja tangível através da construção do mesmo. Para a acadêmica, o primeiro elemento é o recurso humano, o empreendedor, que deve buscar os recursos financeiros necessários para materializar o negócio. Isso servirá para que ele conheça as fontes de financiamento. E o plano de negócios servirá para captar financiamento.

 

Consolidação. A abertura do negócio é, sem dúvida, o momento mais emocional, porque reflete os resultados do esforço. O empreendedor deve se promover como visionário, partindo de que sua ideia de negócios tenha se consolidado.

 

Contatos. O empreendedor, durante a investigação, a definição de plano de negócios e busca de financiamento, deve interagir com outros empreendedores. Estejam seus negócios relacionados ou não, sem dúvida eles se converterão em seus principais contatos. Nessa agenda de contato, deve-se incluir vizinhos, colegas da escola, familiares e conhecidos casuais, mesmo que no momento não sejam clientes, pois podem ser elos para futuros clientes.

 

Difusão. A professora Esther Luevano afirma que é importante que o empreendedor promova seu negócio de acordo com o nicho do negócio. Ele deve dar um impulso aos meios eletrônicos, como páginas da web, blogs, LinkedIn e Twitter, além de ingressar no e-commerce. O empreendedor promove seu negócio, mas também a si mesmo.

 

Construir redes de negócios. Deve-se encontrar com potenciais clientes de acordo com o giro do negócio, seja em câmaras, universidades e redes de empreendedorismo.

 

Capacitação. É preciso ir atrás de oportunidades de formarção em várias áreas, como contabilidade, força de vendas, uso da tecnologia, vendas. A ideia é se capacitar em áreas específicas do negócio.

 

Desenvolvimento humano. Vários empreendedores conseguem o que buscam e se dão conta que focaram muito no negócio e não alcançaram um equilíbrio nas suas vidas. É preciso cuidar da saúda, da família, amigos, sociedade, do conhecimento, capacitação, finanças pessoais, paixões e trabalho.

 

Vendas. Quando se consolida um negócio, o mais importante é vender. Mas que a venda seja feita com ética. Mais do que se ter astúcia, deve-se ter a habilidade.

 

 

 

 

Fonte: Administradores

Empreendedor