......................

.................

.............

Você está aqui: Pagina PrincipalColunas.PrincipaisImagemComo Melhorar sua Imagem como Empreendedor

3 Dicas de um Expert em Persuasão para ser mais Produtivo

Tem dias em que nem o mais produtivo dos empreendedores consegue sair do escritório com a sensação de missão cumprida. Normalmente, num dia de estafa ou procrastinação, é necessário fazer uma espécie de negociação com si mesmo para conseguir realizar tarefas. Em outras palavras, se convencer a chacoalhar a poeira e começar o trabalho.

 

o? Como usar a ciência da persuasão em mim mesmo?”.

 

Para responder à pergunta, ele recorreu a um dos grandes nomes no estudo na persuasão, o professor da psicologia da Universidade Estadual do Arizona, Robert Cialdini. Ele é autor do livro mais vendido sobre o tema, “Influence: The Psychology of Persuasion” (“Influência: a Psicologia da Persuasão, na tradução livre para o português”).

 

Em suas obras, Cialdini gosta de citar uma boa dica com mais de 2.500 anos de idade do general chinês Sun Tzu: “toda batalha é ganha antes mesmo da luta”. Isso significa que a habilidade da persuasão é sempre mais valiosa antes de a ação começar. Baker explica: “se você irá se persuadir a fazer mais, você precisa pensar, antecipadamente, em tudo o que você irá fazer antes de começar a tarefa em si.”. As três dicas abaixo explicam como fazer isso:

 

O efeito “Zerigarnik”

Depois de um dia produtivo e recompensador para o empreendedor, pode bater aquela dúvida: “será que amanhã eu conseguirei fazer tanto assim?”. Existe uma maneira de garantir que nada entrará no caminho da produtividade: usar o efeito “Zerigarnik” a seu favor. O efeito “Zerigarnik” é um princípio psicológico que afirma que nossos cérebros buscam certo encerramento em tudo o que fazem. “O subconsciente precisa sentir que você concluiu algo – ou então, ele irá continuar pensando na tarefa a ser desenvolvida mesmo quando você já está fora do escritório”, diz Baker.

 

Para explicar melhor esse conselho ao colunista, Cialdini dividiu com ele a história de uma amiga que usa esses pensamentos a favor dela, justamente para prevenir a procrastinação. Quando ela está escrevendo e o final do dia começa a se aproximar, ela para de escrever no meio de uma frase. Assim, o cérebro dela está ‘morrendo’ para terminar aquele pensamento que ela estava desenvolvendo. Quando chega ao trabalho no dia seguinte, ela se sente quase grata por poder terminar o que começou. “Então, ela entra no embalo da produtividade muito rapidamente.”

 

É mais ou menos o que as séries de televisão fazem com o telespectador, ao encerrar o capítulo em um momento muito polêmico da história.

 

Antecipe mentalmente tudo o que irá acontecer

Todo empreendedor já desejou poder programar o próprio cérebro para agir como um computador e sempre fazer o que é preciso fazer. Enquanto isso não é possível, dá para usar uma outra técnica de Cialdini. “Determine o ‘se’, o ‘quando’ e o ‘então.” Um exemplo:

 

- Quando eu sentar em minha cadeira pela manhã, começarei a fazer o relatório que preciso terminar.

 

- Se o meu funcionário aparecer para discutir algo que não é importante, eu irei dizer a ele que não posso ser incomodado.

 

Pode parecer algo muito simples, mas Cialdini explica que há uma porção de estudos que comprovam a efetividade da técnica. Num estudo de caso, pacientes epiléticos de uma clínica foram orientados a estabelecer um “se/quando e então” para o momento em que precisavam tomar remédios. Funcionou mais ou menos assim: “Se às oito da manhã eu terminar de escovar meus dentes, eu irei tomar o meu medicamento.”

 

A ideia não é determinar horários específicos para as tarefas, mas colocá-las junto à sua rotina para que se tornem parte da rotina também. A técnica fez com que o número de pacientes tomando remédio no horário certo fosse de 55% para 79%. “O segredo é ser específico sobre o lugar e a hora que servirão como deixa para que você faça o que precisa fazer”, explica Baker.

 

Deixe a inspiração ao seu redor

Cialdini conta sobre um estudo feito com profissionais de um call-center beneficente. Nos dias em que eles foram expostos a uma imagem inspiradora de uma pessoa correndo, eles conseguiram coletar 60% mais doações do que nos outros dias. “Isso porque as ideias de conquista e vitória estavam no ambiente em que eles estavam”, diz Baker.

 

Outras pesquisas citadas pelo especialista também comprovam que indivíduos expostos a palavras que significam “conquista” (como “vitória e sucesso”, por exemplo), conseguem melhorar sua performance no trabalho. Será a hora de redecorar o escritório?

 

 

 

Fonte: P.E.G.N

Empreendedor